RSS

Quinta da Bacalhoa

Português, da região do Azeitão, a 14,5%, safra 2010, é o primeiro Cabernet Sauvignon (90%) mais Merlot (10%) português. Carregado de  frutas vermelhas combinadas com carvalho e especiarias. No paladar a frutas negras combinadas com taninos deliciosos. Deve ser um vinho de guarda para mais de cinco anos. Excelente bebida que mestre Roberto nos brindou para esta ocasião. Viva mestre Roberto!!!

image

image

Posted from WordPress for Android

 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/02/2013 em Cabernet Sauvignon, Merlot

 

Alfredo Roca

Argentino, safra 2011, a 13,9%, da região de Mendoza.
Sou suspeito para falar deste vinho, pois há anos venho acompanhando e apreciando a linha do dia a dia desta vinícola e na minha humilde opinião é um dos melhores custo benefícios que já tive a oportunidade de provar. Vinho bom e de fácil degustação não é necessariamente caro!!! Um dia irei para Mendoza conhecer Don Alfredo. Viva!!!

image

image

Posted from WordPress for Android

 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/02/2013 em Cabernet Sauvignon

 

Terra Noble – Reserva

Chileno, da região Valle de Casablanca, a 13,5%, safra 2010, bebida que já recebeu 90 pontos pela avaliação de Robert Parker. Vinho de boa persistência, bastante frutado, convidativo, macerado a frio, fica por seis meses em barricas de carvalho francês. Excelente bebida que pretendo repetir. Foi presente do mestre Zeca, sempre me ensinando alguma coisa nova. Viva Zeca!!!

image

image

Posted from WordPress for Android

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29/01/2013 em Pinot Noir

 

Australiano anuncia descoberta de fórmula ideal do vinho mais saudável

Divulgando aos amigos do Vitis vinifera

fonte: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/afp/2013/01/22/australiano-anuncia-descoberta-de-formula-ideal-do-vinho-mais-saudavel.htm
 
 

Um australiano afirma ter descoberto a fórmula do vinho tinto que concentra o maior número de benefícios para a saúde sem alterar a qualidade nem o sabor.

“Estivemos buscando este antioxidante, presente em ínfimas quantidades no vinho, e elevamos a um nível tal para que tivesse efeito sobre a saúde”, explicou nesta terça-feira (22) à AFP Greg Jardin, um bioquímico de Brisbane, no Estado de Queensland (leste da Austrália).

Graças a isso, a bebida poderá ser consumida com moderação, atuando como anti-inflamatório e no combate a doenças como artrite ou fadiga crônica, graças às propriedades antioxidantes do vinho tinto. Mas introduzir antioxidantes no vinho faz com que não seja possível bebê-lo devido ao seu alto conteúdo de taninos. Modificando estes componentes para que sejam lipossolúveis e melhor assimilados pelo corpo, o cientista assegura conseguir transformá-lo em potável.

Este vinho especial é produzido observando os cânones, mas acentuando o processo em algumas das etapas, explicou. “Não foi feito nada diferente no seu preparo”, declarou o químico, que qualificou a bebida como “puro vinho tinto”.

“Esta tecnologia do polifenol modificado poderia também ser utilizada na elaboração de outras bebidas ou alimentos”, segundo Greg Jardine.

Lindsay Brown, farmacologista da Universidade de Queensland do Sul, experimentou o processo, que efetivamente parece melhorar a saúde de ratos paralisados pela artrite. “Impede completamente a inflamação, o inchaço e a rigidez das patas”, declarou.

Mas, igual a muitos de seus colegas, a farmacologista adverte os perigos de considerar o vinho como um medicamento. “O vinho é uma bebida consumida por boa parte da população. O problema é as pessoas acreditarem que vão poder beber uma garrafa por dia”. Vários estudos epidemiológicos demonstraram que beber vinho tinto com moderação reduz o risco de doenças cardiovasculares, e é bom para as articulações.

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28/01/2013 em Interessante

 

Toro Loco

Ninguém dava nada pelo Toro Loco, que estava sendo comercializado discretamente pela rede de supermercados Aldi, na Inglaterra, por 3,59 libras (11,50 reais) a garrafa. Produzido pela vinícola Coviñas, situada na região de Utiel Requena, em Valência, era só mais um tempranillo barato espanhol para inglês ver. Tudo mudou em abril, quando a bebida ganhou medalha de prata na tradicional International Wine & Spirits Competition, competição que seleciona produtos oferecidos no varejo britânico e elege os vencedores em testes cegos. A safra 2011 do Toro Loco surpreendeu e derrubou concorrentes dez vezes mais caros.
Com a conquista, uma das maiores lojas virtuais de vinhos da América Latina (wine.com.br) decidiu dar uma tacada certeira e, com o aval de seu somellier, Manuel Luz, comprou toda a produção – 300 mil garrafas – do comerciante francês Benoit Calvet, representante da marca.
fonte: http://revistaalfa.abril.com.br/estilo-de-vida/bebida-2/o-toro-loco-e-nosso/

Finalmente pude apreciar esse vinho, graças ao mestre Roberto que nos brindou esse regalo.

Digo isso porque ano passado encomendei seis caixas diretamente na importadora, fiz cadastro,  forneci dados bancários e de crédito… aguardei por meses e nunca recebi uma satisfação sequer. Cliente frustrado, cancelei a compra sem nenhum problema, nem questionamento. Fica registrada aqui a minha decepção.

Espanhol,  da região de Utiel Requena, a 12,5%, safra 2011 a bebida realmente surpreende sem teste cego. Bem frutado,  jovem, perfumado a frutas vermelhas, levemente picante no paladar.

image

image

Posted from WordPress for Android

 
3 Comentários

Publicado por em 26/01/2013 em Tempranillo

 

Terra Andina ALTOS

Chileno, safra 2009, da região D.O. Valle Central,  a 14%, bastante interessante essa mistura de Carmenère 60% com Carignan 40%. De origem francesa esta é uma uva tinta bem escura,  altamente alcoólica, de casca grossa e bastante taninada. Resulta em uma bebida potente, densa, de acidez bem em equilibrada pela mistura das uvas. Gostei. Viva mestre Jorge!!

image

image

Posted from WordPress for Android

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/01/2013 em Carignan, Carmenère

 

Misiones D Rengo

Retomando as rédeas do blog!!

Hoje, 22 de janeiro de 2013, após um longo periodo (mais de um ano…) vou tentar retomar o ritmo de publicação do Vitis vinifera. Tenho apreciado alguns vinhos que me fizeram arrepender ao olhar meu blog sem posts recentes… Fico triste ao divulgar para as pessoas que meu último post foi há mais de ano, então hoje resolvi tomar coragem e voltar a publicar, na medida do possível, minha pataquadas sobre os vinhos apreciados.

…e vamos que vamos!!!

Este Chileno, a 14% de álcool, da região de Valle de Rapel, safra 2010, para ser apreciado na companhia do mestre Roberto, do mestre Jorge e do mestre Edson!  Excelente bebida para ser apreciada com queijos encorpados e apimentados. Viva mestres Roberto, Edson e Jorge!!! Salve!!

SEJAM TODOS MUITO BEM VINDOS!!!

image

image

Posted from WordPress for Android

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/01/2013 em Carmenère

 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: